terça-feira, 31 de julho de 2012

POSTURA ÉTICA NAS REDES SOCIAIS


Pessoal fiz esse curso do SESI, muito bom, de graça e vale a pena aprender sobre nosso comportamento nas Redes Sociais. Ele gera Certificado também.

http://www.eadsesipr.org.br/product.php?id_product=139#.UBgdSkiTPvw.gmail

quinta-feira, 31 de maio de 2012

AULA DE MATEMÁTICA:

HÉ PROFESSORADA!!! A VIDA NÃO É FÁCIL MESMO HEIN!!!!

Problema nº1

Um professor trabalha 5 horas diárias, 5 salas com 40 alunos cada. Quantos alunos ele atenderá por dia?

Resposta: 200 alunos dia.

Se considerarmos 22 dias úteis. Quantos alunos ele atenderá por Mês?

Resposta: 4.400 alunos por mês.
Consideremos que nenhum aluno faltou (hahaha) e, que em cada um deles, resolveram pagar ao professor com o dinheiro da pipoca do lanche: 0,80 centavos, diárias. Quanto é a fatura do professor por dia?

R: 160,00 reais diários

Se considerarmos 22 dias úteis. Quanto é faturamento mensal do mesmo professor?

R: Final do mês ele terá a faturado R$ 3.520,00.

Problema nº2

O piso salarial é 1.187 reais, para o professor atender 4.400 alunos mensais. Quanto o professor fatura por cada atendimento?

Resposta: aproximadamente 0,27 mensais

(vixe, valemos menos que o pacote de pipoca)... continuando os exercícios...

Problema nº3

Um professor de padrão de vida simples,solteiro e numa cidade do interior, em atividade, tem as seguintes despesas mensais fixas e variáveis :

Sindicato: R$12,00reais

Aluguel: R$350,00reais ( pra não viver confortável)

Agua/energia elétrica: R$100,00 reais (usando o mínimo)

Acesso à internet: R$60,00 reais

Telefone: R$30,00 reais (com restrições de ligações)

Instituto de previdência: R$150,00 reais

Cesta básica: R$500,00 reais

Transporte: sem dinheiro

Roupas: promocionais

Quanto um professor gasta em um mês?

Total das despesas: R$1202,00

Qual o saldo mensal de um professor?

Saldo mensal: R$1187,00 - 1202= -15 reais, passando necessidades

Agora eu te pergunto:

- Que dinheiro o professor terá para seu fim de semana?

- Quanto o professor poderá gastar com estudos, livros, revistas, etc.

- Quanto vale o trabalho de um professor??
- Isso é bom para o aluno???
- Isso é bom para a educação pública do Brasil??

Agora olhem a pérola que o Sr. Governador do Ceará disse:

" Quem quiser dar aula faça isso por gosto, e não pelo salário.
Se quiser ganhar melhor, peça demissão e vá para o ensino privado "

Cid Gomes - Governador(_) do Ceará

SE VOCÊ ACHA QUE O GOVERNADOR DEVE ABRIR MÃO DE SEU SALÁRIO E GOVERNAR POR AMOR, PASSE PARA A FRENTE!.
CAMPANHA

"Cid, doe seu SALÁRIO e governe por AMOR !"

Vamos espalhar isso aos 4 ventos e aumentar a campanha:

DEPUTADOS FEDERAIS E ESTADUAIS, MINISTROS, DOEM SEUS SALÁRIOS E TRABALHEM POR AMOR!

sexta-feira, 4 de maio de 2012

quinta-feira, 29 de março de 2012

PALAVRAS DE SABEDORIA SOBRE A PAZ

Sigamos, pois, as coisas que servem 


para a paz e para a edificação de uns 


para com os outros. Romanos 14:19




E assim vamos escrevendo um mundo 


melhor, através da transformação de 


nós em primeiro lugar, da nossa familia, 


do nosso trabalho e de todos que nos 


cercam, pois somos o exemplo pra 


muitos.


A paz tão sonhada, deve começar em 


nós primeiro e depois ser contaminada a 


nossa volta.

segunda-feira, 26 de março de 2012

PROJETO CULTURA DA PAZ RPCTV TEXTO AUTORIDADE E (IN) DISCIPLINA

Autoridade e (in) disciplina

        Muito se fala sobre o declínio da autoridade docente. Diz-se que a autoridade do mundo adulto está em crise. Mas é preciso entender o que é autoridade para poder sustentá-la e preservá-la.
         Autoridade não é repressão, opressão ou coerção.
         Autoridade tem a ver com legitimidade, respeito e diálogo.
         Para que haja autoridade é necessário reconhecer a legitimidade das tradições, das normas e regras trazidas pelas instituições. Até porque, muitas vezes as instituições e tradições são reconhecidas por meio das pessoas que as representam.
        No caso da autoridade docente, o professor é o detentor desta autoridade. E para ser reconhecido como tal, é necessário que sua conduta leve em consideração uma série de preceitos. Até porque, para conduzir outros no processo de aprendizagem, é necessário que os que estão sendo conduzidos confiem naquele que o conduz:
                Entender que as relações pedagógicas são assimétricas porque a relação de cada indivíduo com o conhecimento é desigual
                E que tal assimetria extrapola o nível do conhecimento e deve ser compreendida e vivenciada em nível comportamental e humano
                Reconhecer que ensinar também é revelar e transmitir valores éticos, morais e humanistas.
                Saber que é preciso dar exemplo. Ser exemplo é quesito indispensável para a legitimidade
                Estabelecer o diálogo como a principal ferramenta de aproximação com os alunos. Isso inclui não ser permissivo e aprender a dizer não.
                Ter a convicção que, para educar, é preciso aprender a ser resistente à frustração, estabelecer metas de médio e longo prazo e resistir aos impulsos e recompensas imediatas. Isso requer disciplina, autocontrole, esforço, perseverança e tenacidade.
                Saber que a autoridade não se transfere simplesmente. No quesito autoridade, parte-se sempre do zero. Não se tem créditos a priori. A autoridade é sempre testada e construída por nós mesmos.
                Por fim, entender que a autoridade frágil é um campo aberto para o surgimento da indisciplina. Estabelecer a disciplina e exercer a autoridade, porém, não é a mesma coisa. São atitudes distintas. É a autoridade que dá sentido à disciplina, não a disciplina que faz a autoridade.